28
Dez 18

BEM VINDO

Estamos no último mês do ano, aquele em que uns e outros, com mais ou menos afinco, mais ou menos assiduidade, mais ou menos fé, seja por nós, por nossos descendentes ou outros familiares, mais pensamos em Jesus, porque Dezembro é o mês em que – quase por todo o Mundo – se comemora o nascimento do Ser que chegou para salvação de toda a Humanidade… e, se muitos de nós rejeitamos a verdade de sermos Espíritos reencarnados, ainda imperfeitos e, apesar de tudo já milenares, acontece que aquelas atitudes que por vezes temos nos dizem que algo de estranho aconteceu porque “nós não somos assim”!

… E vamos vivendo, ano após ano, sem tentarmos saber um pouco mais do que é, na verdade, a Vida – não a nossa ou a dos nossos companheiros (de jornada), mas a VIDA no seu verdadeiro sentido, de tudo o que nos rodeia, que germinou sem sabermos como nem porquê e está ali, à nossa frente e em tudo o que nos rodeia, como se nos quisesse “acordar” para uma situação de que ainda há bem pouco nos passava despercebida!

Que “crianças” somos ainda neste tempo perdido no Tempo! Que crianças, que nem sequer sabemos analisar o porquê do que dizemos e fazemos… sabendo que “somos” mas sem nos perguntarmos do “por que somos?”!!!

E ano após ano, Natal após Natal, vamos vivendo, cada um, a nossa programação existencial, repetindo, tal como agora, as palavras que anunciaram a chegada à Terra daquela outra Criança:

            Glória a Deus nas Alturas, e Paz na Terra aos

                           Homens por Ele amado!

Leitor amigo, que tomou conhecimento das nossas palavras!

            - Feliz Natal para todos! Feliz Natal para si,