28
Dez 18

BEM VINDO

    

Já chegou a Primavera!

 É verdade, ela “saltou” a data em que deveria chegar e está aí, anunciando-se para todos, despontando nos botõezinhos verdes que surgem nos troncos cinzentos acastanhados que nos acompanharam durante o inverno, escurecendo o dia a dia de cada um. Agora, começam a estar engalanados com as cores das folhas que vão surgindo em todos eles, e cada folhinha, por pequena que seja, é uma promessa de côr e luz nas semanas e meses que aí veem.

Olhando este quadro de luz e esperança que o Senhor nos oferece, a tornar mais belos os dias de cada um, mesmo sem querer comparamo-los à nossa existência, ao nosso “recomeçar” não só diário como de vivência após vivência, e concluímos que se nos amassemos mais, se quiséssemos realmente essa felicidade de que sempre falamos mas não mostramos conquistar, agiríamos todos de maneira diferente, procurando ser HOJE melhores do que ONTEM, para sermos AMANHÃ melhores do que hoje… Mas… a nossa certeza da imortalidade prejudica-nos (concluímos, quando nos olhamos ao espelho e nos vemos como somos) porque em vez de lutarmos afincadamente pela nossa melhoria espiritual, torna-nos indolentes e vamos deixando para Amanhã aquilo que deveríamos fazer Hoje!

O que nos vale é que Deus, Pai Amantíssimo, não se cansa de nós… e vainos dando sempre oportunidades renovadas para mais e mais seguirmos em frente!

Até quando vamos “fingir” que não nos apercebemos dessas dádivas?...

Até quando vamos fechar os olhos e fingirmo-nos de cegos?...

Até quando vamos continuar a agir como se o sofrimento que vamos criando não nos trouxesse dor, choro e ranger de dentes?

Será que ainda não estamos cansados de tudo isso?...